• Thomas Eckschmidt

Rastreabilidade de Alimentos

Atualizado: 31 de jan. de 2020

As apostas são altas quando se trata de segurança alimentar. Incidentes inesperados podem colocar em risco o bem-estar de consumidores e podem prejudicar a reputação da sua empresa e principalmente os resultados financeiros. É por isso que um número crescente de empresas de setor de alimentos está indo além da legislação sobre rastreabilidade de alimentos. A pergunta que paira em relação a rastreabilidade é se as cadeias de suprimento transparentes são uma coisa da ilha da fantasia ou podem vir a se tornar realidade? Ou as empresas estão prontas barra abraçar essa jornada de integração?



Os impactos do alimento contaminado podem escalar rapidamente

Imagine um restaurante para quem você forneça carne reclama sobre a intoxicação alimentar de seus consumidores. Esta rede de restaurantes cancela seus pedidos e a notícia de sair como um noticiário na televisão e é compartilhado por inúmeras pessoas na internet.

Você está confiante de que a culpa não é sua, mas de seu cliente que não tem instalações adequadas para armazenar seu produto em uma temperatura segura.

Ai vem a pergunta: você tem os registros de monitoramento de temperatura associados a rastreabilidade dos lotes fornecidos para esta rede de restaurantes?


Por que a rastreabilidade é importante?

Os sistemas de rastreabilidade de alimentos permitem identificar alimentos que não estão seguros para o consumo antes de chegarem ao mercado. O objetivo da rastreabilidade é evitar a exposição do consumidor a alimentos prejudiciais, identificando onde estão os alimentos que precisam ser recolhidos em caso de uma crise de contaminação. Caso alimentos não seguros cheguem ao mercado, é a força dos sistemas de rastreabilidade de alimentos trabalharam para mitigar o risco e permitir que as partes necessárias reajam rapidamente e recolham os produtos afetados.


Sistemas de rastreabilidade são uma obrigação legal

A rastreabilidade é a uma peça fundamental da legislação da Comunidade Europeia em matéria de segurança alimentar e, enquanto empresa do setor de alimentos são obrigados a ter protocolos de rastreabilidade e recall. Toda empresa de alimentos é obrigada a manter registros de rastreabilidade que possam ser mostrar às autoridades quando necessário.


Como melhorar a segurança alimentar através da rastreabilidade?

Mas e se você quiser ir além do básico? Lembre-se do fornecedor hipotético de carne no topo da página? E se eles tivessem uma maneira de provar que não apenas haviam manipulado a carne com segurança, mas que eles poderiam garantir o registro de segurança da carne em todos os pontos da cadeia de suprimento?


Processos e procedimentos de rastreamento de lotes para frente e para trás

A preocupação do consumidor com a segurança e a origem dos alimentos nunca foi tão alta. Um número cada vez maior de varejistas éticos deseja visibilidade total de seus fornecedores e fornecedores de seus produtores - desde o primeiro elo da cadeia.

Isso pode soar como uma dor de cabeça. Mas tudo o que é preciso é um processo padronizado para rastreamento de lote para frente e para trás - e boa manutenção de registros. Além disso, o procedimento correto pode ajudar quando for automatizar os processos.


Relatório de segurança automatizado

As regras estabelecidas no HACCP determinam que todos participantes devem ter processos rigorosos para monitorar a segurança dos alimentos que manipulam e distribuem. Infelizmente, muitas vezes é impossível ter certeza porque os registros de segurança alimentar são tão fáceis de falsificar.

Com processos de monitoramento de segurança alimentar, os registros de segurança são coletados de forma consistente, com apontamento de data e hora ajudam na garantia das informações. Qualquer procedimento de rastreamento deve poder mostrar registros completos de qualquer item que você consultar.


Nunca de chance ao azar

Nenhum fabricante ou distribuidor de alimentos torna seus produtos inseguros de propósito. Os problemas são sempre resultados de erros, falta de atenção e falta de registro. Os erros podem ser humanos (uma porta da geladeira pode ficar entreaberta) ou mecânica (um freezer pode quebrar).

Mas com a processos de monitoramento bem estabelecidos na rotina das equipes, você pode definir pontos chaves de controle em seus processos de produção 24 horas por dia, 7 dias por semana, criando mecanismos de alerta para identificar quando algo está fora dos parâmetros predefinidos.

Isso significa que, se algo inesperado acontecer, você pode corrigir o problema imediatamente - antes que o produto seja enviado para um cliente, tirando o produto alimentar da cadeia de distribuição antes que ela chegue ao consumidor. De qualquer forma, o caso hipotético de carne no início do nosso artigo seria capaz de mostrar, sem sombra de dúvida, que o produto que fornecido a rede de restaurantes era seguro.


A rastreabilidade de alimentos é uma preocupação crescente. A necessidade de implantar procedimentos está aí para criar cadeias de suprimentos mais robustas e transparentes. E não é difícil imaginar um futuro onde as cadeias de abastecimento operem com transparência seja algo mais comum que apenas casos de exceção.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo